10º dia: Gostoso – Galinhos (RN) (84 km)

Um excelente dia de pedal. Depois do bom café da pousada Arte do Velejo, com pão caseiro e torta de banana feitos na horinha, partimos de São Miguel do Gostoso por volta de oito e meia. Seguimos pela estrada de barro e costela de vaca, a mesma que leva ao Suspiro da Baleia. Este é o estradão para Pedra Grande e tivemos que seguir por ele, pois a maré estava alta na manhã e não se podia seguir pela praia.

Passamos pelas vilas de Morro dos Martins e Acauã, onde paramos para tomar sorvete e conversar com o dono da venda. Calor e sol de rachar o quengo. A estrada é larga, mas tem costela de vaca para todos os lados. Não havia por onde fugir das costelas, e fica pior depois de Acauã. Entretanto, mais à frente, cortei à direita para a estrada que liga a praia de Enxu Queimado com a cidade de Pedra Grande. O piso do estradão até melhorou, mas a estrada é mais movimentada por conta da construção de usinas eólicas e havia muita poeira vermelha.

Em Pedra Grande, onde a estrada de barro se liga ao asfalto da rodovia, paramos para tomar regrigerantes e comer bananas. Enquanto a gente estava no armazém abastecendo, vimos a polícia do RN chegar e parar o veículo de um morador da região, já famoso por suas bebedeiras. O senhor mal conseguia andar e insistia em ir para a casa de carro, e o pessoal chamou a pulissa. Os policiais levaram o cidadão para casa na viatura e um dos PM dirigiu o carro do senhor cachaceiro. O rapaz do armazém disse que isso já é comum com aquele senhor.

Seguimos pelo asfalto em um ritmo forte, livres das costelas de vaca e com vento a favor. Logo chegamos à Caiçara do Norte, a última cidade antes de Galinhos. Paramos em um supermercado para tomar água de coco e refrigerantes, comer biscoitos e banana. Calor da bixiga lixa do estupor caiano da gota serena, como diz o Presidente Odilon. Depois do refresco, saímos da cidade por estradão de barro com costela de vaca, mas era curtinho, pois, com a maré secando, pegamos a praia e pedalamos flutuando até Galinhos.

Pedalamos pela areia dura da praia, e pelas pedras chapadas da beira-mar, pois há longos trechos assim, de pedras. Muitas dunas à nossa esquerda, o marzão à direita. Sem problemas e com belíssima paisagem, chegamos à Galinhos. Bom lembrar que só se chega à Galinhos pela praia na maré baixa ou por barco a partir do continente. Somente veículos 4×4 e na maré baixa conseguem chegar até lá. Por isso, a cidade não tem automóveis. Galinhos fica na ponta de uma península, entre rio e mar, e se lá não é o paraíso, então é vizinho do paraíso.

Almoçamos um delicioso dourado frito com feijão, salada, arroz, macaxeira frita, no restaurante de Seu Zeca, na beira da praia. Ele aproveitou para nos contar da inédita maré cheia que ocorreu há alguns meses e invadiu as primeiras ruas da cidade, inclusive o restaurante. Segundo Seu Zeca, ele nunca havia visto isso ocorrer.

Depois do almoço, fomos para a pousada dos amigos Pascal e Sylvie, a bela pousada Made in Aqui. Dia perfeito, com 84 km rodados em todo tipo de piso.

Advertisements

9º dia: Suspiro da Baleia (RN) (17 km)

Tivemos um dia de descanso, apenas pedalamos até a praia de Tourinhos para conhecer o famoso Suspiro da Baleia, um furo em um conjunto de pedras à beira-mar, por onde as ondas esguicham em forma de jato na maré baixa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Suspiro da Baleia

DSC_0165 (Medium)DSC_0166 (Medium)DSC_0173 (Medium)DSC_0175 (Medium)DSC_0176 (Medium)DSC_0179 (Medium)DSC_0183 (Medium)DSC_0186 (Medium)DSC_0187 (Medium)DSC_0199 (Medium)

8º dia: Maracajaú – São Miguel do Gostoso (RN) (60 km)

Nosso oitavo dia de viagem foi o oposto do dia anterior. O dia amanheceu chuvoso e nublado e terminou com sol de rachar o quengo. Acordamos cedo para tomar o café da manhã, mas chegamos a pensar que a chuva não nos deixaria sair de Maracajaú. Arrumamos tudo, fechamos os alforjes, lubrifiquei as bicicletas, e ficamos esperando. De repente, as nuvens e a chuva desapareceram, então partimos.

Seguimos pela estrada de barro que sai de Maracajaú e contorna uma região de dunas. É um belo lugar, mas a passagem de bicicleta não é das mais fáceis, tem que empurrar às vezes. Não dava para ir pela praia pois a maré estava alta. Passamos as dunas e seguimos por estradão de barro vermelho, molhado pela chuva, e com muitas costelas de vaca. Passamos pela localidade de Pititinga e continuamos pelo barro vermelho. Parecia que a gente pedalava em Marte. Alcançamos a rodovia para Zumbi e descemos para essa vila. Novamente, estrada de barro vermelho até a rodovia de Rio do Fogo.

Entramos na cidade e paramos para comprar água gelada e comer paçoca. Seguimos por estradão de barro vermelho e muito mais costelas de vaca. Na localidade de Carnaubinha, começa estrada de paralelepípedos, também dura de percorrer. Enfim, asfalto até o início da cidade de Touros. A maré estava começando a baixar, mas como o asfalto se distancia do litoral para depois voltar, decidimos seguir pela praia. Já dava para pedalar com alguma dificuldade e dava para ecnomizar alguns quilômetros.

Logo chegamos à famosa Ponta do Calcanhar, uma praia em ponta, com cerca de dois quilômetros de pedras na areia e um farol. Mesmo com maré baixa, não é fácil passar por ali, mas a paisagem vale a pena. Cruzamos a Ponta do Calcanhar e, logo após, avistamos da praia o marco do km zero da BR-101. É, a rodovia que corta o país começa logo ali na Ponta do Calcanhar.

Mais a frente, na localidade de Cajueiro, saímos da praia e fomos para a estrada asfaltada, pois aqui ela segue junto ao mar. Passamos por São José e logo chegamos a São Miguel do Gostoso, nosso destino de hoje, com 60 km percorridos.

Almoçamos lagosta em um bar na praia, a um preço acessível, e depois procuramos pousada. Lavamos as bicicletas e fomos tomar banho de mar e fim por hoje.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Maracajaú – São Miguel do Gostoso