Recife – Bonito em 2009

Para recordar um trajeto realizado em 2009.
Então, como me ordenaram passar a semana trabalhando em Bonito-PE, é pertinho, fui de bicicleta. Saí de casa, no domingo, 18 de outubro de 2009, às cinco e cinquenta. Pretendia sair mais cedo mas fiquei enrolando, dormi mais um pouquinho. Peguei a BR-232 e vários grupos de ciclistas, geralmente em bicicletas speed, passaram por mim. Eu ia para mais distante e ia economizando, pedalando e olhando. Umas nuvens de chuva começaram a se aproximar, distante já uns 20 km de Recife, e depois foi chuvisco, chuva fininha, mas que deixa a bicicleta e as roupas tudo sujo. Fui fazendo paradinhas de 20 em 20 km, bebia água ou comia algo nos postos de gasolina. Caminhava alguns metros empurrando a bicicleta, a cada 20km, para mudar os grupos musculares um pouquinho. Em Bonança, aos 40 km de pedal, uma água de coco e chuvinha fina. Em Vitória de Santo Antão, a chuva persistente e o céu nublado. decidi ir por dentro de Vitória para ver a cidade e a fábrica da aguardente Pitu, e a garrafa gigante que fazia tempo que eu não via, pois a 232 passa agora por fora da cidade, depois da duplicação.

O trajeto por dentro de Vitória parece até mais curto que seguindo pela 232. A garrafa gigante de Pitu ainda está lá, pintada de verde e com rótulo e, ao lado, uma latinha gigante de Pitu. Eu até ia fotografar, mas estava chuviscando, e eu e as roupas e o plástico da câmera, tudo estava coberto de uma areiazinha fina da estrada. Aos 60 km de pedal, paradinha em Pombos para um lanchinho no Posto Dislub. A subida da Serra das Russas, lenta, é só ter paciência. A chuva foi embora, e as encostas da estrada tapavam o vento, fazia um abafado. Passa o viaduto e passa o Túnel Cascavel.

Aos 80 km, uma paradinha só pra beber água. Aos 100 km, um Posto Petrobrás com boa lanchonete. Um lanchinho, bolo de rolo. Aos 103, Bezerros e a entrada à esquerda para Bonito. Aí surge logo de frente uma serra, parece que o nome é Serra dos Ventos, e o vento mudou completamente. Mudou de direção, vindo de encontro ao ciclista, e mudou de temperatura, era um vento frio que descia de Bonito e Sairé. Quase 4 km de subida, mais íngreme que as Russas. É só ter paciência que ela acaba. Acabou. Passou a entrada de Sairé, eram quase 120 km, uma paradinha de nada só para beber água e caminhar um tiquinho. Muito sobe e desce, a região é montanhosa e bonita. Passa Camocim de São Félix e daqui a pouquinho cheguei em Bonito, aos 140 km de pedal e às duas horas da tarde, e me hospedei no Bonito Plaza Hotel e fim. Almoço e banho de piscina e soninho.

Números:
Distância = 140,36 km
Velocidade máxima = 62,40 km/h já chegando em Bonito, pois tem um descidão.
Velocidade média = 18,10 km/h pois só ando na maciota, sem forçar.
Tempo de pedal = 7h e 44minutos.
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s